contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner Estado – museu

Publicidade

Policlínica entra em funcionamento em 2014

Nesta segunda-feira, a presidente do TCE-PI, assinou documento de criação da Campi, empresa que irá administrar a policlínica.

| segunda-feira, 18 novembro , 2013

O Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI) interviu para garantir o funcionamento da Policlínica Especializada de Picos. Com previsão de atendimento ao público para 2014, a unidade continua fechada após três anos da inauguração prejudicando a população de 50 municípios da região.

Reunião discute abertura da policlínica- Foto: TCE

Reunião discute abertura da policlínica- Foto: TCE

Na manhã desta segunda-feira (18/11), a presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI), conselheira Waltânia Alvarenga, assinou documento de criação da Campi, empresa que irá administrar a policlínica.

O secretário de Saúde, Ernani Maia, o prefeito de Picos, Kleber Eulálio e o representante da Associação ProBrasil, Rudson Liduíno participaram da reunião e discutiram ações para garantir a abertura da unidade.

“Buscamos um acordo entre as partes responsáveis, no sentido de viabilizar o funcionamento. É um passo importante em prol do interesse público e o tribunal cumpriu seu papel ao intermediar um acordo entre as partes e assegurar que a população seja beneficiada com ações de saúde pública”, diz a presidente do TCE.

O conselheiro substituto do TCE, Delano Câmara, explica que o acordo foi firmado após denúncias durante o Seminário de Controladores Sociais, em Picos.

“As obras foram concluídas há cinco anos e a unidade permanece fechada. Na tentativa de resolver o impasse, foram realizadas reuniões, no TCE, com os gestores de Picos e representantes da ProBrasil, uma organização alemã, sem fins lucrativos, que tem por objetivo criar e apoiar programas fundamentais para o desenvolvimento humano e social das famílias”, destaca Câmara.

A Policlínica é um dos projetos mais importantes da entidade, que atua no Brasil desde 1999. O local vai ampliar o atendimento do SUS aos pacientes de baixa renda, numa das regiões que mais crescem no Piauí, com uma área abrangente, com pelo menos 400 mil pessoas. ”O TCE buscou uma solução, um acordo, antes de adotar os recursos cabíveis”, reitera o conselheiro substituto.

Hospital Regional de Picos

Durante a reunião, o secretário de Saúde, Ernani Maia, anunciou a publicação, para o próximo mês, do edital de licitação para a construção do Hospital Regional de Picos, que também será referência para a criação do Curso de Medicina, pela Universidade Federal do Piauí (UFPI). Maia destaca a iniciativa do TCE e ressalta que a presença de órgãos públicos de controle é “histórica e fundamental para que o setor de Saúde possa melhorar”.

Fonte: Cidade Verde