contato@webpiaui.com.br

Publicidade

banner Rout

Polícia divulga nomes de detidos em operação

A Polícia Civil deflagrou na madrugada desta quinta-feira uma operação onde dois mandados de prisão e 22 de busca e apreensão foram cumpridos

| quinta-feira, 14 agosto , 2014

A Polícia Civil do Piauí deflagrou na madrugada desta quinta-feira, 14, na cidade de Picos a Operação Destroyer, onde dois mandados de prisão e 22 mandados de busca e apreensão foram cumpridos. Ao final da operação, nove pessoas foram conduzidas à Delegacia, entre elas, Maria Medianeira de Lima, Marcelino Joaquim de Aguiar, Marcelo Crisostomo da Silva, Raqueline da Silva Santos, Manoel Crisostomo, Flávio Miranda e Valdemar, além de dois menores, suspeitos de estarem envolvidos com o tráfico de drogas e porte ilegal de arma .drogasasas

O delegado regional da Polícia Civil, Eduardo Aquino, falou à imprensa picoense sobre o desfecho da Operação e como a mesma transcorreu. ” O objetivo principal é combater o tráfico de drogas na cidade de Picos. Algumas pessoas foram presas em flagrantes. Muito dinheiro, drogas, balança de precisão, jóias, celulares, arma calibre 38 foram os objetos apreendidos, objetos relacionados ao tráfico”, disse o delegado.

Eduardo Aquino ressaltou que as investigações vinham sendo realizadas desde o mês de março, e que terão continuidade na tentativa de combater o tráfico de entorpecentes no município. A quantidade de drogas apreendidas na Operação não foi precisada pela Polícia. No entanto, uma quantidade considerável foi encontrada com o nacional Francisco Inácio Ferreira, vulgo Chicão, o mesmo ainda tentou se livrar com a droga pulando o muro de sua residencia, e tentando jogar a droga no vaso sanitário.

Com a Raqueline da Silva Santos a polícia apreendeu 77 pedras de crack e uma balança de precisão, além de dinheiro, o que configura também tráfico de drogas.

Outro objeto encontrado com um dos presos foi um marcador de chassi de veículos, que segundo o delegado “não é comum que uma pessoa possua um apetrecho desta natureza em sua residência”. De acordo com Eduardo Aquino, o indivíduo alegou que trabalha com motores de carros.

Os mandados de prisão temporária respondem à Marcelo Crisostomo da Silva e Valdemar, suspeitos de estarem envolvidos com o tráfico de drogas na cidade.

A Operação conta ainda com o auxílio do GAT, RONE e Canil de Teresina. Cerca de 80 policiais de estão envolvidos na operação. A Operação Destroyer foi assim denominada em alusão ao verbete de origem militar que aluz ao contratorpedeiro, navio de guerra, cujo emprego militar é de força descomunal.

Fonte: Riachão Net