contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner Estado – museu

Publicidade

Piauí vai ganhar novas ambulâncias do SAMU

Estão sendo destinados R$ 245 mil nas unidades que devem ser entregues em janeiro de 2014

| segunda-feira, 9 dezembro , 2013

Em comemoração aos 10 anos de Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), o Ministério da Saúde entregará às cidades piauienses de Regeneração e Ribeiro Gonçalves duas novas ambulâncias.

Na compra das duas unidades foram investidos R$ 245 mil, além desse valor, serão repassados recursos adicionais para custeio das unidades. O Samu piauiense tem bases fixas em 50 cidades e possui profissionais treinados e capacitados para atender a todo tipo de ocorrência.

No Piauí existem atualmente quatro Centrais de Regulação das Urgências e 105 unidades móveis, responsáveis pela cobertura de 78,5% da população, o que resulta em mais de 20 500 atendimentos neste ano de 2013 em Teresina e nas cidades do interior do estado.

O Ministério da Saúde repassa um total de R$ 14,9 milhões por ano para custeio do serviço no estado, que recebe uma média diária de 90 ligações solicitando atendimento.

Nessa primeira década de existência, os números mostram o avanço do serviço. Atualmente existem 3.041 ambulâncias e 182 Centrais de Regulação em funcionamento e 72% da população contam com a cobertura do serviço. Há dez anos, eram 309 ambulâncias em funcionamento, atendendo cerca de 25 milhões de habitantes (13% da população). Já os recursos disponibilizados pelo Ministério da Saúde para custeio das ambulâncias e das Centrais de Regulação subiram mais de 880%, passando de R$ 90 milhões para mais de R$ 884 milhões por ano.

Outros estados também serão contemplados com ambulâncias que devem ser entregues até meados de janeiro de 2014, que são: Bahia; Pernambuco; Goiás; Minas Gerais; Pará; Rondônia; São Paulo; Paraíba; Ceará; Maranhão; Paraná; Rio de Janeiro; Rio Grande do Sul; Rio Grande do Norte; Amazonas; Santa Catarina e Tocantins.

Samu Aéreo

O Piauí é o primeiro estado do país a utilizar aviões como meio de transporte de pacientes. Em outros estados, a exemplo de Pernambuco, o serviço é feito com helicópteros.

O Governo do Estado do Piauí investiu R$ 200 mil com locação da aeronave, capacitação dos profissionais, aquisição de materiais, equipamentos e uniformes para a estrutura montada (UTI completa) nas duas aeronaves que foram destinadas para o serviço. Além de uma ambulância de suporte básico, que faz o apoio em terra, para receber os pacientes que virão através do transporte aéreo.

“O Samu Aéreo é um serviço diferenciado e que está preparado para receber qualquer tipo de ocorrência. Disponível para toda a população, sem distinção de raça, cor ou classe social, a concretização desse projeto reflete a preocupação do governador em colocar um serviço de excelência à disposição dos piauienses”, afirma Christianne Rocha, coordenadora estadual do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência no Piauí (Samu).