contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner Pro sol

Publicidade

Mobilização em Defesa de Lula chega a 215 municípios

A intenção da sigla é denunciar um suposto julgamento político e mobilizar a população em torno da defesa do líder petista

| segunda-feira, 15 janeiro , 2018

Resultado de imagem para lula em picosO Partido dos Trabalhadores pretende lançar 215 comitês em “Defesa de Lula” no Piauí, até o dia do julgamento do ex-presidente no Tribunal Regional Federal da 4ª Região. A intenção do partido é, de acordo com seus dirigentes, denunciar um suposto julgamento político do ex-presidente e mobilizar a população em torno da defesa do principal nome do partido.

Neste último final de semana, o presidente regional do partido, deputado federal Assis Carvalho (PT), participou do lançamento do comitê em Esperantina. “A criação dos comitês tem sim a finalidade de lutar pela defesa do ex-presidente Lula e mostrar a ele (Lula) que não está sozinho, mas também de resguardar a Constituição Brasileira e assegurar a democracia que todos nós conquistamos nas últimas décadas. Portanto, vamos unidos, independente do partido político, lutar para que a democracia avance e não atrase”, pontua o deputado Assis Carvalho.

Entre as cidades com comitês lançados estão Floriano, Piripiri, São Raimundo Nonato, Parnaíba, Picos, Valença, Campo Maior, São João do Piauí, Paulistana, Altos, Canto do Buriti e Bom Jesus. A intenção do partido também é promover, no período que antecede o julgamento, ações de mobilização em praças e ruas das cidades, com o objetivo de, segundo o partido, defender um julgamento sem condenação antecipada para o ex-presidente.

Em Teresina, está prevista grande mobilização, com início na praça da Liberdade, às 10h do dia 22 de janeiro, que seguirá pelas principais ruas do centro da capital e avenida Frei Serafim. Em primeira instancia, Lula foi condenado a nove anos e seis meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso “Triplex”. De acordo com denúncias do Ministério Público Federal, ele teria ganho o imóvel da empreiteira OAS, fazendo troca de favores para beneficiar a empresa em contratos com a Petrobras.

Por: João Magalhães – Jornal O Dia