contato@webpiaui.com.br

Publicidade

banner Rout

Marcelo: “Tudo piorou quando o nosso partido chegou ao poder”

O deputado federal destacou que era do seu partido que vinham os piores ataques contra a sua pré-candidatura ao governo do estado

| quarta-feira, 4 junho , 2014

Após pronunciamento sobre desistência de sua pré-candidatura ao Governo do Piauí, o Deputado Federal Marcelo Castro reafirmou seu compromisso na construção de um Piauí mais desenvolvido. Dando continuidade ao seu trabalho, o parlamentar já está cumprindo agenda, em Brasília.

Evelin Santos/Cidadeverde.com

Evelin Santos/Cidadeverde.com

Os compromissos na capital federal começaram cedo na manhã desta terça-feira (03). Marcelo recebeu várias lideranças políticas do PMDB e de outros partidos, se solidarizando e manifestando apoio ao deputado. No período da tarde, o parlamentar participará de uma reunião interna da executiva nacional, seguindo para votações no plenário.

Na segunda-feira (02), Marcelo retirou a sua pré-candidatura ao Governo do Piauí, apresentando como um dos principais motivos os constantes conflitos internos de seu partido. O parlamentar ressaltou também respeito e admiração por Sílvio Mendes, que era seu pré-candidato a vice.

“Tudo piorou quando o nosso partido chegou ao poder. Entrevistas, charges, postagens em redes sociais, encontros públicos frequentes de adversários de pessoas mais próximas ao governo. Era um processo continuado de desconstituição e desacreditação de nossa pré-campanha”, disse o deputado durante o pronunciamento.

O deputado destacou que era do seu partido que vinham os piores ataques. “Tenho consciência de que fui injustiçado e não merecia isso. Nunca joguei sujo, nunca fui desleal, nem mesmo com meus adversários. Não me ofereci, não busquei e até relutei em aceitar essa pré-candidatura”, disse Marcelo.

Marcelo Castro acrescentou que sua decisão é de estar junto com Silvio Mendes, que prestou apoio e colocou seu nome a disposição como pré-candidato pelo PSDB ao governo do Estado.