contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner hemopi

Publicidade

Hugo Victor elogia reforma administrativa

O Projeto de lei do Executivo foi aprovado na última quinta-feira, 23, e gerou polêmica entre as bancadas de oposição e de situação

| segunda-feira, 27 julho , 2015

O presidente da Câmara Municipal de Picos, Hugo Victor Saunders Martins (PMDB) contestou a bancada de oposição que votou contra o projeto de reforma administrativa proposto pelo prefeito, Padre José Walmir de Lima (PT).

Hugo Victor, presidente da casa

Hugo Victor, presidente da casa

O parlamentar disse que o projeto é bom e contém vários avanços, como a reativação da Secretaria de Esportes, criação de coordenadorias ligadas à inclusão social e a extinção da Secretaria de Representação do Município na capital. Para ele, a oposição jogou para a plateia ao votar contra a matéria.

O projeto de lei do Executivo foi aprovado na última quinta-feira, 23, em meio a um embate entre as bancadas de oposição e situação. Por nove votos a favor e quatro contra, a lei passou na Câmara Municipal de Picos e seguiu para sanção do prefeito, Padre Walmir (PT).

Hugo Victor contestou, principalmente, a acusação dos vereadores de oposição dando conta de que o projeto vai provocar um aumento de mais de 700 mil reais por ano na folha de pagamento. “Isso não é verdade! Esse aumento não vai passar de 20 ou 30 mil reais, pois estamos criando pouquíssimos cargos” – afirmou.

Segundo Hugo Victor, se for levar em consideração a lei do governo anterior a Kléber Eulálio, eram mais de 800 cargos de livre nomeação do prefeito, os chamados DAS e DAI. “Logo que Kléber assumiu ele reduziu esse número para pouco mais de 500. Agora estamos aumentando 20 ou 30 cargos, que não significam nada” – argumentou o presidente da Câmara.Projeto foi aprovado com nove votos a favor e quatro contra.

Para Hugo Victor, existem pontos mais importantes a se destacar do que esse pequeno aumento no número de cargos comissionados. “Temos que olhar, por exemplo, a volta da secretaria de Esportes que foi uma reivindicação da própria oposição” – lembrou.

Além disso – continuou Hugo Victor – tem a criação da Secretaria de Transporte, que vai dá autonomia ao trânsito de Picos e propiciar melhorias na mobilidade urbana do município. Segundo ele, através dessa pasta a administração poderá buscar recursos para investir nessas áreas por meio de parcerias com órgãos estaduais e federais.

Ainda de acordo com o presidente da Câmara, a proposta propicia também a inclusão social, com a criação das coordenadorias do idoso, da igualdade racial e étnica, da pessoa com deficiência e do combate às drogas. Por isso o parlamentar acredita que com essa reforma Picos está avançando, dando um passo importante na melhoria da qualidade da população.

Reportagem José Maria Barros