contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner Pro sol

Publicidade

Criança sobrevivente de acidente deixa hospital

A criança de cinco anos, que sobreviveu ao acidente em que os quatro irmãos morreram, recebeu alta na tarde de quarta-feira

| quinta-feira, 24 março , 2016

A criança de cinco anos, que sobreviveu ao acidente em que os quatro irmãos morreram, no município de Simões, a 440 km de Teresina, recebeu alta na tarde de quarta-feira (23) após uma semana da tragédia. A informação foi confirmada pelo Hospital de Urgência de Teresina (HUT), onde a criança estava hospitalizada.crss

De acordo com o diretor do HUT, dr. Gilberto Albuquerque, a criança apresentou diversas lesões pelo corpo. Em decorrência do acidente, ela teve um trauma abdominal grave.

Na época, Simões viveu uma verdadeira comoção e o prefeito da cidade, Francisco Dogizete Pereira,o Doge, chegou a decretar luto de três dias.

Entenda o caso
As vítimas tinham entre 8 e 15 anos e foram veladas no auditório do Centro Regional de Assistência Social (CRAS) em Simões. Elas foram identificadas como Lauanda Feitosa Soares, Lauane Feitosa Soares, José William Feitosa Soares e Larisse Feitosa Soares.

Além da criança sobrevivente, o casal ficou apenas com mais uma filha. O pai, que teve ferimentos leves, acompanhou o velório dos filhos ao lado da mãe das crianças.

Em entrevista ao cidadeverde.com, o prefeito Doge explicou o acidente. “O pai delas e um amigo chamaram as crianças para andarem em uma Strada velha. Três meninas e um menino subiram na carroceria e um de cinco anos foi com o pai na cabine. Na saída de Simões tem uma ladeira, o carro estancou e o motorista não conseguiu segurar e voltou de ré caindo num barranco e matando as crianças que estavam em cima”, detalhou o prefeito.

Também na época do acidente, o coronel Antoni Soares, subcomandante de policiamento do interior, declarou ao cidadeverde.com que houve grande imprudência no acidente que vitimou as crianças.

“O pai não sabia dirigir o veículo, que ele havia comprado recentemente, então chamou um amigo. Eles estavam em clima de comemoração pela compra do carro. Ontem, por volta das 18h, eles foram pegar um animal em uma localidade próxima. A mistura da bebida alcoólica com ausência de habilitação e o local perigoso levaram a essa tragédia”, destacou.

O pai e o motorista serão responsabilizados. O caso será investigado pela Delegacia Regional de Fronteiras.

Fonte: Cidade Verde