contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner Estado – museu

Publicidade

Criança é agredida a golpes de facão pelo padrasto

Bastante ferido, o menino de apenas oito anos de idade teve que ser encaminhado para o Hospital Regional Justino Luz para atendimento médico

| sábado, 6 dezembro , 2014

O Conselho Tutelar de Picos foi comunicado na manhã deste sábado (06), pela assistente social do Hospital Regional Justino Luz sobre a presença de uma criança de oito anos de idade no pronto-socorro, a qual fora agredida pelo padrasto. Segundo informações do presidente do Conselho, Josimar Lima – o Dunga, a criança apresentava vários machucados no corpo, em especial um no pé que necessitou de sutura (pegar pontos).crianças2323

Ao chegar ao HRJL, Dunga confirmou o caso e ligou para a Polícia Militar a fim de que o pai da criança, Luís Caetano de Sousa, fosse capturado, mas, ao chegarem ao povoado Curralinho II, não conseguiram encontrá-lo.

A criança foi agredida com uma tábua e, em seguida, com lapadas de facão. Um dos irmãos do garoto interveio, um adolescente de 17 anos de idade, lutando corpo a corpo contra seu pai, para assim dar fuga ao menino que já estava bastante machucado e sangrando.

A PM tentou convencer a mãe da criança, a senhora Eva Maria da Conceição, da necessidade de formalização da denúncia, mas a mesma se negou a fazê-lo. Segundo informações dos filhos e vizinhos de Luís Caetano, toda vez que o suspeito se embriaga as agressões acontecem. “A mãe da criança é negligente. Está do lado do agressor. A PM foi no hospital para que ela prestasse o boletim de Ocorrência, mas ela se negou e está se negando a fazer. Como existe menor no meio o Conselho é quem vai representar os pais”, disse Dunga.

Há ainda a informação de que ele pode estar abusando de duas enteadas, mas o caso ainda não foi apurado. “Recebemos várias denúncias anônimas dos moradores da comunidade. Vamos anexá-las ao caso. Vamos encaminha-las para o CREAS e um psicóloga. Havendo necessidade, e haverá a necessidade, levaremos elas para fazer o exame de conjunção carnal. No que depender do Conselho Tutelar nós estaremos à disposição dessas crianças e desses adolescentes”, concluiu o conselheiro.

Fonte: Sistema Grande Picos