contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner Estado – museu

Publicidade

Cadastramento em programa habitacional é adiado

A pedido do Ministério Público, a Prefeitura de Picos adiou a data de início do cadastramento do Programa Minha Casa Minha Vida.

| sexta-feira, 5 setembro , 2014

A pedido do Ministério Público, a Prefeitura de Picos adiou a data de início do cadastramento do Programa Minha Casa Minha Vida. O cadastro estava previsto para iniciar nesta segunda-feira (8).eeererer

Em entrevista coletiva  concedida a imprensa, na manhã de hoje (5), na Sala de Reuniões do Palácio Coelho Rodrigues, o prefeito Kleber Eulálio (PMDB), explicou que por conta do período eleitoral, o Ministério Público recomendou a gestão municipal que fosse adiada a data de início do cadastramento. “Recebemos hoje do Ministério Público, através do promotor Marcelo de Jesus Monteiro uma recomendação para que nós adiássemos, por pelo menos trinta dias, para que não haja coincidência entre o cadastramento e esse mês de reta final das eleições”, explicou o prefeito.

O gestor informou ainda que a administração municipal acatou a decisão e uma solicitação está sendo encaminhada ao Banco do Brasil para que conceda o prazo a Prefeitura e posteriormente possa ser feito o adiamento da data.

Sobre o posicionamento do Ministério das Cidades e do Banco do Brasil em relação a solicitação de adiamento, o prefeito Kleber se mostrou otimista e acredita que a solicitação deverá ser atendida por precaução dos órgãos para não haja fraudes durante o cadastro.

Cadastramento

Marcado para iniciar logo após as eleições, o cadastramento do Programa Minha Casa Vida terá uma equipe, que segundo Kleber Eulálio, está pronta para realizar o serviço. “Teremos uma assessoria, que é uma empresa de processamento de dados da Prefeitura de Teresina e tem uma ampla experiência neste serviço”, informou o prefeito.

O sistema de cadastro presencial será instalado na Casa da Juventude. As famílias terão 30 dias para realizarem o cadastro. A meta, inicialmente, é entregar pelo menos 500 moradias populares das 1.892 que serão distribuídas em Picos.