contato@webpiaui.com.br

Publicidade

banner Rout

Assassinato de Edimar Bringeo ainda é um mistério

Após dez meses do assassinato, a Polícia Civil do Piauí não conseguiu explicar o assassinato bárbaro que revoltou a população da região de Picos

| domingo, 16 março , 2014

Uma visita ao túmulo no Cemitério de Bocaina, ocorrida na manhã deste sábado (15), marcou os dez meses do assassinato do seresteiro, Edimar Antônio de Sousa, de 46 anos, que era mais conhecido em todo o Nordeste e no Estado de São Paulo como Edimar Bringeo.

Nossa reportagem entrou em contato por telefone com o presidente do inquérito, o Delegado Especial da polícia civil, Tales Gomes. Ele falou que nesse momento não tem nada a dizer. “Eu só faço escutar. Eu não tenho nada para dizer não”, frisou Tales Gomes.

eedddd

Há cinco meses e meio a polícia civil não apresentou mais nenhum resultado em relação ao homicídio de Edimar Bringeo. O último avanço relatado a mídia foi a prisão de Tiago Osório Cavalcante ocorrida no bairro Fonte Boa, na cidade de Castanhal, no Estado Pará, no último dia 30 de setembro de 2013.

O delegado Tales Gomes indiciou Tiago como sendo a pessoa que deu fuga ao pistoleiro que executou o cantor. O mesmo encontra-se preso na penitenciária José de Deus Barros, na cidade de Picos.

O CRIME:

Edimar Bringeo foi brutalmente assassinado com um tiro na nuca. E para os familiares e a sociedade da Região de Picos, tão doloroso quanto o crime ocorrido em um bar na Travessa João Paulo II, na noite do fatídico dia 15 de maio, é saber que o matador e os possíveis mandantes permanecem impunes quase um ano após o crime.

Fonte: Rodeador News