contato@webpiaui.com.br

Publicidade

banner Rout

Alerta: Piauí planeja ações contra o vírus Ebola

Circulou informações na rede social sobre a presença do vírus no estado vizinho do Maranhão, mas o Ministério da Saúde negou a veracidade.

| sexta-feira, 22 agosto , 2014

A Secretaria Estadual de Saúde anunciou nesta quinta-feira (21) que está definindo um plano de contingência contra o vírus Ebola, um dos mais mortais e contagiosos vírus para os seres humanos. Circulou informações na rede social sobre a presença do vírus no Maranhão, mas o Ministério da Saúde negou.ebolapiaui122

O plano será apresentado e finalizado com a participação de várias entidades de atenção à saúde e segurança, como o Exército Brasileiro, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, o Samu, o Hospital Universitário e a Fundação Municipal de Saúde. A reunião com todas essas entidades deve acontecer na próxima terça-feira (26).

Não existe tratamento nem vacina para a doença. O ebola tem afetado o Continente Africano regularmente desde 1976, sendo o atual surto o mais grave desde então, com 1.229 mortos.

Desde o início do surto, em março, já foram registrados 2.240 casos de infecção, o que levou a Organização Mundial da Saúde a decretar, em 8 de agosto, estado de emergência de saúde pública mundial.

Vários países da África Ocidental também já declararam estado de emergência e muitas fronteiras foram fechadas.

“De acordo com o Ministério da Saúde, o Ebola não está disseminado como epidemia, mas, por ser uma doença que leva a óbito imediatamente e ainda não tem prevenção eficaz, vamos nos preparar para o tratamento de um possível caso dentro do Estado”, explica a diretora estadual de Unidade de Vigilância e Atenção à Saúde, Telma Evangelista.

Além disso, a Sesapi está publicando uma ata de tomada de preço para aquisição de material específico para os profissionais que ficarão responsáveis por realizar o tratamento em paciente infectado. “São equipamentos de proteção individual bem específica, com macacão e luvas especiais e impermeáveis. Vamos adquirir esses kits de acordo com o pregão do Ministério da Saúde”, reitera Telma Evangelista.

O Ebola é uma doença provocada pelo vírus de mesmo nome e se manifesta através de forte febre, dores na cabeça e garganta. A transmissão humana é feita pelo contato sanguíneo, fluidos e secreção. O período de incubação do vírus leva de um a 21 dias e durante essa incubação o vírus não é transmissível.

Não existe cura para a doença. O tratamento é apenas paliativo, e 60% dos infectados morrem. Estudos indicam que as pessoas que se curam do ebola desenvolvem anticorpos e ficam imunes.

Fonte: cidadeverde.com