contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner Estado – museu

Publicidade

Wellington Dias critica campanha do ódio

O petista confirmou ter recebido um telefonema de Dilma Rousseff convidando o governador eleito para acompanhar a apuração na capital federal.

| domingo, 26 outubro , 2014

O governador eleito Wellington Dias (PT) condenou o que considerou ser uma “campanha do ódio” no segundo turno das eleições presidenciais e apostou na reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT), por quem foi convidado a acompanhar a apuração na noite deste domingo (26) em Brasília (DF). votadias05333

“Tivemos uma política de muito ódio, difamação e egoísmo. Pessoas muitas vezes olhando para o seu umbigo, sem colocar como prioridade quem mais precisa”, afirmou.

Wellington Dias furou a fila para votar na Unidade Escolar Monsenhor Raimundo Nonato Melo, no bairro Morada do Sol, zona Leste de Teresina (PI). Ele estava acompanhado da futura vice, Margarete Coelho (PP), e do senador eleito Elmano Férrer (PTB).

O petista confirmou ter recebido um telefonema de Dilma Rousseff para acompanhar a apuração do segundo turno ao lado dela na capital federal. “Não me canso de repetir que abaixo de Deus quem comanda eleição é o povo. Estou confiante na vitória da presidente Dilma. A população sabe a importância da escolha que está fazendo para o Brasil seguir mudando”, declarou.

Wellington Dias acredita que Dilma vencerá as eleições com uma vantagem de 10% dos votos válidos em relação a Aécio Nevs (PSDB), mas recomendou aos eleitores que compareçam aos locais de votação e reduzam o número de abstenções.

“Eu arriscaria um palpite que teremos uma maioria a favor da presidente Dilma de 10%, porque houve crescimento em todo o país”, acrescentou Dias, atribuindo isso ao que chamou de uma espécie de “acordar”.

Fonte:cidadeverde.com