contato@webpiaui.com.br

Publicidade

banner mamba

Publicidade

Prefeito reassume mandato, exonera servidores e paralisa serviços

Com o decreto, aulas e o atendimento em unidades de saúde da rede municipal foram temporariamente interrompidos

Redação | quarta-feira, 6 março , 2024

Após reassumir o cargo na última sexta-feira (1), o prefeito de Dom Expedito Lopes, Valmir Barbosa (Republicanos), decretou a exoneração de todos os secretários e servidores comissionados, além de rescindir os contratos dos servidores temporários do município. Por conta disso, diversos serviços públicos foram temporariamente suspensos.

O secretário de Administração, Gilvan Ramos, explicou que a medida visa a reorganização da gestão municipal. Segundo ele, a intenção é revisar todos os contratos firmados no período em que a vereadora Maria Renata Alves de Sousa (Republicanos), presidente da Câmara Municipal, estava no exercício do cargo de prefeita.

“Os contratos feitos pela ex-gestora foram revogados. Estamos fazendo o levantamento com todo cuidado. É uma medida administrativa, para saber o que temos em conta e o quadro que podemos montar. Temos que trabalhar tudo isso em cima do financeiro, como era outra gestão, não tínhamos acesso a esses dados, demos essa parada para se reorganizar”, disse.

Com o decreto, aulas e o atendimento em unidades de saúde da rede municipal foram temporariamente interrompidos. A previsão é que os serviços sejam normalizados nesta quarta-feira (6). “Estamos só com os serviços internos e com demandas de urgência, mas a parte de atendimento de ambulatório, que são consultas programas, suspendemos. Mas amanhã tudo volta ao normal”, afirmou o secretário.

O prefeito Valmir Barbosa e o vice, Evanil Lopes (Republicanos), foram eleitos em 2020, mas foram cassados em 2023 pelo Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI) por captação ilícita de sufrágio. A previsão é que Dom Expedito Lopes realizasse eleições suplementar no último domingo (3), umas uma decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) suspendeu o pleito e retornou os gestores aos cargos.

Fonte: Cidade Verde