contato@webpiaui.com.br

Publicidade

banner Rout

Polícia prende suspeitos de explodir carro-forte

A Polícia de Picos suspeita que os presos podem está envolvidos em vários crimes na região de Picos, como na explosão do carro-forte

| domingo, 25 dezembro , 2016

operacao_r4gzkht333Uma operação conjunta prendeu neste sábado (24) dois suspeitos de assaltos a carros fortes e caixas eletrônicos no Piauí e Maranhão. Segundo o secretário de segurança Fábio Abreu, outras duas pessoas morreram durante confronto com a polícia, entre elas, o chefe da quadrilha.

“Estávamos monitoramento algum tempo este grupo e os carros utilizados por eles, até que encontramos este sítio na estrada de José de Freitas utilizando como local de apoio. Durante a abordagem policial, dois suspeitos reagiram e foram mortos, entre eles, o chefe da quadrilha identificado como José Carlos da Silva, mais conhecido como Bara”, contou.

O secretário revelou que ‘Bara’ tinha sido preso em agosto de 2015, suspeito de assaltos com explosivos. Contudo o mesmo foi solto durante audiência de custódia pela justiça e obrigado a usar tornozeleira eletrônica.

“Após sair da prisão, ele quebrou o equipamento de monitoramento e era considerado foragido. O Barra era um dos assaltantes a carros fortes mais perigosos no Piauí, por ser articulado com pessoas do Maranhão e Pernambuco. Esperamos com a prisão dessa quadrilha diminuir este tipo de crime no estado”, acrescentou.

O outro suspeito morto foi identificado apenas como ‘Chico’ e segundo seus companheiros seria foragido do sistema prisional.

O grupo criminoso é suspeito de realizar o assalto a um carro forte na BR-343, em Campo Maior, a um carro forte em Coelho Neto (MA), além da explosão de caixas eletrônicos no município de Demerval Lobão.

No sítio utilizado pela quadrilha, os policiais apreenderam um farto material utilizado nas ações criminosas. Foram encontrados três carros roubados, quatro fuzis, três submetralhadoras, três pistolas e dois revólveres, além de 28 bananas de dinamites e equipamentos para explosões de cofres.

Os presos encontram-se na sede do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), em Teresina, onde prestarão depoimento.

Segundo informações do comandante do 4º BPM de Picos, tenente-coronel Edwaldo Viana, os presos ainda são suspeitos de participarem em vários crimes na região de Picos, como na explosão do carro-forte.

FONTE: G1PI