contato@webpiaui.com.br

Publicidade

banner mamba

Publicidade

Polícia Científica recebe mais de R$ 7 milhões em investimentos

Em 2023 foi realizada a contratação de 28 peritos oficiais de natureza criminal, servidores administrativos para a capital e para os Núcleos Regionais de Polícia Científica

Redação | quinta-feira, 21 dezembro , 2023

O Departamento de Polícia Científica de Polícia Civil (DEPOC) do Piauí e o Instituto de Biometria Forense (IBF) registraram avanços significativos em 2023. Durante esse período foi realizada a contratação de 28 peritos oficiais de natureza criminal, servidores administrativos para a capital e para os Núcleos Regionais de Polícia Científica, além da aquisição de novas viaturas e 13 rabecões.

Ainda neste primeiro ano de gestão, foram realizadas as reformas do Instituto Médico Legal e do Complexo de Polícia Científica, onde funcionam todos os Institutos de Perícia Forense de Teresina. Além disso, a compra de itens de computação, a aquisição de insumos necessários ao funcionamento dos órgãos, o treinamento de 49 peritos oficiais de natureza criminal e o aumento na verba de suprimento de fundos para todas as regiões da perícia forense do estado, estão garantindo que a população tenha acesso a um serviço com mais qualidade.

“Foi sem dúvida nenhuma o maior investimento em termos de aquisição de equipamentos para a Perícia do Piauí. Isso vai fortalecer cada vez mais o trabalho desempenhado pela perícia oficial de natureza criminal. Nossa expectativa para o próximo ano é que tenhamos um crescimento ainda maior do que já está planejado”, pontuou o perito-geral do do Piauí, Antônio Nunes Pereira.

Através de recursos do Fundo Estadual de Segurança Pública, foram investidos R$ 2,1 milhões na modernização do laboratório de Toxicologia Forense do Instituto Médico Legal (IML), mais de R$ 300 mil no laboratório de Patologia Forense, R$ 750 mil em equipamentos 3D para local de crime, R$ 130 mil em câmeras fotográficas, R$ 450 mil na aquisição de itens para análise de celulares e computadores, R$ 200 mil em material de papiloscopia, R$ 3 milhões na aquisição de rabecões, R$ 500 mil na aquisição de dois aparelhos infravermelho para análise de drogas – que serão utilizados nos municípios de Bom Jesus e Picos, totalizando um investimento de R$ 7,5 milhões.