contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner Estado – museu

Publicidade

Piauiense sub-19: SEP vence Piaui e se torna líder isolado

O atacante Bruno fez a festa contra a equipe da capital e marcou três gols garantindo o primeiro lugar na classificação

| domingo, 27 abril , 2014

Dois clássicos bem diferentes marcaram a segunda rodada do Campeonato Piauiense Sub-19 no campo do CFAP neste sábado em Teresina. Pela primeira partida da rodada dupla, o Picos enfrentou o Piauí às 16 horas. Na reedição da final do ano passado, melhor para a SEP, que não tomou conhecimento do adversário e venceu com três gols do atacante Bruno, herói da partida. Muito mais disputado, o Rivengo esteve longe de sair do zero a zero, com as duas equipes se respeitando bastante.

Jogadores do Picos comemoram segundo gol do atacante Bruno na partida (Foto: Marco Freitas)

Com a vitória, o Picos pula para a liderança isolada do grupo Centro com quatro pontos e encara o Flamengo-PI na próxima rodada. A Raposa está empatada com o River-PI na segunda colocação com dois pontos. O Galo enfrenta o Piauí, lanterna da chave. As duas partidas serão realizadas no CFAP no dia cinco de maio.

SEP dominou quase toda a partida

A equipe do técnico Ferrim Cearense se impôs durante praticamente todo o jogo contra um Enxuga Rato, que pouco lembrou o último campeão do Piauiense Sub-19. Com mais fôlego que o time de Teresina, o Picos chegou ao gol cedo, logo aos cinco minutos do primeiro tempo, mas a auxiliar marcou impedimento, bastante questionado pelo Picos.

Aos poucos, o Piauí começou a igualar o jogo, avançando mais pela esquerda, mas não chegava com muito perigo. Com um espaço aberto nesse setor, o atacante Bruno avançou e chutou forte no canto esquerdo para abrir o placar aos 23. Já no final da primeira etapa, veio o segundo gol. A zaga do Piauí deu bobeira e deixou Bruno dominar dentro da área para ampliar.

Com boa vantagem, o Picos administrou a partida no segundo tempo. O Piauí teve oportunidade de diminuir, mas a SEP, bem postada, conseguiu encaminhar bem a vitória sem muitos sustos. Pra fechar a conta, o atacante Bruno ainda marcou o terceiro também aos 43 minutos.

– A vitória nos traz uma boa expectativa para a próxima partida e ter marcado os três gols me dá mais confiança ainda para o campeonato – comemorou o artilheiro da partida.

Rivengo pegado

Dez minutos depois, River-PI e Flamengo-PI entraram em campo. Ao contrário da partida anterior, Galo e Raposa fizeram um primeiro tempo disputado, mas pouco chances de gol foram criadas. As melhores infiltrações do Flamengo-PI foram pelo setor esquerdo do ataque, enquanto o River-PI variava um pouco mais os lados do campo, mas mesmo assim, sem muitas alternativas.Rivengo foi marcado por intensa disputa com as duas equipes bem equilibradas (Foto: Marco Freitas)

No final da primeira etapa, Galo e Raposa tiveram chances em bolas paradas próximas à grande área. Mas sem pontaria, os dois cobradores chutaram a bola bem longe do gol e não conseguiram balançar as redes.

O segundo tempo foi bastante parecido com o primeiro. Poucas chances claras de gol e muita dificuldade de ambos os times penetrarem na área do adversário. O melhor ficou reservado para o final da partida. Quando placar seguia inalterado, as duas equipes se lançaram para o ‘tudo ou nada’ e atacaram com mais perigo. O Flamengo-PI chegou a marcar aos 44. No entanto, o árbitro atendeu sinalização do auxiliar e apitou impedimento do ataque da Raposa. Ficou nisso mesmo.

Para o meia José do River-PI, a equipe fez uma boa partida, mas perdeu a concentração e deixou o rival equilibrar o duelo.

– A gente começou bem o primeiro tempo. Mas deixamos o Flamengo-PI gostar do jogo e dificultamos a partida. Mas vamos pensar no que vem pela frente que ainda temos chance de classificação – disse meia do Galo.

Do outro lado, o atacante rubro-negro Gabriel ressaltou a força dos zagueiros do River-PI e reconheceu dificuldades que o time teve de entrar na área do adversário em melhor condição para marcar.

  – As duas equipes jogaram bem. O River-PI trabalha muito forte e tivemos poucas chances de gol. Precisamos trabalhar melhor a bola para conseguirmos chegar ao ataque com melhor possiblidade de fazer o gol – analisou o camisa 9 da Raposa.

Fonte: Globoesporte