contato@webpiaui.com.br

Publicidade

banner Rout

Publicidade

Piauí confirma segundo foco de peste suína clássica

Desta vez, o caso foi localizado em um criadouro de subsistência localizado na zona rural do município de Boqueirão do Piauí

Redação | sábado, 16 dezembro , 2023

A Secretaria de Assistência Técnica e Defesa Agropecuária (Sada), através da Agência de Defesa Agropecuária (Adapi), confirmou um segundo foco de peste suína clássica no Piauí. Desta vez, o caso foi localizado em um criadouro de subsistência localizado na zona rural do município de Boqueirão.

Foco de peste suína clássica é encontrado no Ceará | Agronegócios | G1

Na última terça-feira (12), o Governo do Piauí publicou um decreto de emergência zoossanitária depois da confirmação da peste suína clássica em uma propriedade da zona rural da cidade de Cocal de Telha, no final do mês de novembro. Após o novo caso em Boqueirão, os órgãos sanitários intensificam as ações do Plano de Contingência para refrear a disseminação da doença.

“O produtor nos contactou e solicitou uma visita dos fiscais médicos veterinários à propriedade. Chegando lá, os profissionais constataram a suspeita fundamentada e realizaram a coleta de material, que foi enviado para o laboratório credenciado pelo Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa). No final da tarde da última quinta-feira (14), recebemos o resultado dos exames, que confirmaram a suspeita e já acionamos os produtores e as autoridades locais para organizarmos o saneamento do foco”, afirmou Karoliny Mendonça, coordenadora do Programa Estadual de Sanidade dos Suídeos (PESS).

A técnica explica ainda que, desde o surgimento da suspeita, o local foi isolado e, após a confirmação, serão aplicadas todas as medidas instituídas pelo protocolo sanitário. A fiscalização se estendeu a propriedades circunvizinhas, onde duas apresentaram animais com sintomatologia e também serão saneadas, pois encontram-se na mesma unidade epidemiológica e, dessa forma, não há a necessidade de realização de exames.

“Animais também apresentaram sintomas em duas propriedades próximas e já temos a autorização do Mapa para realizar o saneamento nas três propriedades afetadas, totalizando 23 suínos. Todo o saneamento do foco está sendo realizado com o trabalho da equipe veterinária. Então, o risco é minimizado com todas as ações de vigilância e emergência sanitárias determinadas no Plano de Contingência do Ministério da Agricultura e pela Organização Mundial de Saúde Animal (OMSA), para conter a disseminação da doença”, afirma Karoliny Mendonça.

Importância da Notificação

O secretário da Sada, Fábio Abreu, destaca a importância da notificação em caso de suspeita da doença. “A Lei que cria o Fundo de Defesa Agropecuário (Fundapi) determina o pagamento aos criadores em casos de doenças de notificação obrigatórios e em casos de decretação de emergência zoossanitária, por isso reiteramos a importância da notificação à Adapi. Aproveitamos para informar aos criadores que tiveram ou terão seus animais sacrificados que eles não terão prejuízo. Anteriormente, havia esse receio de prejuízo, o que fazia com que houvesse uma omissão dos casos, acarretando em uma subnotificação no estado”, reforça o secretário da Sada.

Canais de Comunicação

Em função da importância sanitária e econômica da PSC, qualquer criador que suspeitar da ocorrência desta enfermidade deve notificar imediatamente a um escritório da Adapi ou em qualquer um dos canais oficiais, como o instagram: @adapi_pi; WhatsApp: 86 99462-1644; ou pelo site www.adapi.pi.gov.br, através do link e-sisbravet ou na aba contato

Fonte: Cidade Verde