contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner hemopi

Publicidade

No Piauí, 77% das mortes de PMs ocorreram fora de serviço

No ano de 2017, um levantamento com base nas notícias veiculadas na imprensa mostra que quatro policiais foram assassinados

| segunda-feira, 25 junho , 2018

Resultado de imagem para pm piauíEm cinco anos, 31 policiais foram assassinados em confronto no Piauí. De acordo com o levantamento do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, 77% das mortes de policiais civis e militares entre 2012 e 2016 ocorreram em confrontos fora de serviço. Os números indicam também que os PM são a maioria das vítimas.

No ano de 2017, um levantamento com base nas notícias veiculadas na imprensa mostra que quatro policiais militares foram assassinados. Apenas um deles estava em serviço e demais morreram tentando intervir em assaltos.

Segundo Agnaldo Oliveira, presidente da Associação de Cabos e Soldados, os policiais morrem principalmente quando estão trabalhando em bicos. “Isso é consequência do total abandono do comando geral, das autoridades e dos direitos humanos. O PM vai para o serviço fora da corporação porque os salários são baixos. Na empresa privada ele recebe dinheiro a cada quinze dias”, disse.

No entanto, os riscos desse trabalho informal são maiores, como destaca o cabo Agnaldo. “No bico não há segurança. A qualquer momento o policial pode ser deparar com problemas que vai precisar resolver sozinho. Ele pode perder a vida, ficar inválido ou então matar o bandido”, comenta.

De acordo com dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, entre 2012 e 2016, 76 pessoas no Piauí foram assassinadas por policiais, sendo os militares os que mais matam. Os números oficiais revelam que, de 2015 para 2016, houve um aumento de 50% nos registros de mortes decorrentes de intervenções de policiais.

Por: Nayara Felizardo/ODIA