contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner hemopi

Publicidade

Marcelo Castro ameaça romper com governador

As relações entre o pré-candidato Marcelo Castro e o governador Zé Filho estão estremecidas, apesar de ambos demonstrarem o contrário

| quarta-feira, 28 maio , 2014

O PMDB deve dar um redirecionamento à questão da candidatura ao governo do Estado ainda nesta quarta-feira (28). As relações entre o pré-candidato Marcelo Castro e o governador Zé Filho estão estremecidas, apesar de ambos demonstrarem o contrário. Marcelo e Zé Filho não se cumprimentaram no jantar dos líderes do PMDB com a presidenta Dilma, na noite da última terça-feira, em Brasília.

O deputado do PMDB se sente traído por alguns companheiros e chega a dizer a seus interlocutores que o presidente da Assembleia Legislativa Themistocles Filho estaria fazendo jogo duplo. “Aquele Themistocles está com sacanagem, fingindo que me apóia e correndo para o Wellington (PT)”, teria dito Marcelo Castro.MC11111

O deputado, que é presidente do PMDB, chegou a se queixar em Brasília que vai tomar uma decisão nas próximas horas. “Todos vão se surpreender” teria dito Marcelo Castro, ao alinhavar vários pontos, segundo o qual, mostram que o governador e outros membros do partido, estariam jogando contra a sua candidatura.

“Eu conversei mais de uma hora com o Zé Filho e ele disse que não era candidato, mas publicamente faz tudo ao contrário”, citou Marcelo Castro, para um parlamentar da base aliada, num rápido encontro em Brasília, quando foi se queixar que Zé Filho não o convidou para ir visitar a indústria em Pires do Rio, Goiás.SASSSS

“Rapaz – disse Marcelo ao mesmo interlocutor – o Zé Filho passou por Brasília convidou os três senadores que são contra mim, e o Wellington Dias só não foi porque tinha outro compromisso. Depois estou eu aqui, de palhaço, vendo ele com o Ciro e o João Vicente metido naquelas roupas de astronauta, dizendo para a população que estão atraindo investimentos para o Piauí. E eu, como fico?”

Outra queixa de Marcelo Castro diz respeito às ausências de Zé Filho no programa “Ouvindo o Piauí”, onde ele e o candidato a vice Silvio Mendes (PSDB) tentam mostrar à população que têm projeto de governo.

O que teria sido a pá de cal no acirramento dos ânimos entre Marcelo e o governador foi a última declaração de Zé Filho de que prefere a realização da convenção no final do prazo, quando chega a admitir ‘quem tem prazo não tem pressa’. Para Marcelo, essa declaração joga por terra todos os esforços de união em torno de seu nome.

Marcelo Castro também se mostra irritado com posições de Themistocles Filho, presidente da Assembleia Legislativa e dos deputados Marllos Sampaio e João Madison, que pregam a candidatura de Zé Filho.

“Eu não vou sair desmoralizado. Preciso que eles me respondam se querem ou não a minha candidatura. Se preparem, porque vou tomar uma decisão que vai acabar com tudo”, teria ameaçado o pré-candidato.

O Portal AZ apurou que Marcelo Castro teria afirmado que perdeu a confiança nos colegas de partido e, por isso, precisa se cercar de bons argumentos para anunciar sua desistência à candidatura a governador. Um dos pontos mais fortes que ele considera, seria afirmar à população que foi traído pelos próprios companheiros. Marcelo tem dado demonstração de que se renunciar à condição de candidato, vai apoiar o petista Wellington Dias.

Reunião com Wilson
Segundo se comentou na manhã desta quarta-feira, o governador Zé Filho deve se encontrar ainda hoje com o ex-governador Wilson Martins (PSB), com o qual, terá uma conversa franca e decisiva sobre os rumos da sucessão.

Fonte: Portal AZ