contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner hemopi

Publicidade

Governo assina operação de crédito para aplicar em rodovias

São R$ 97 milhões que estão sendo liberados e vão viabilizar reformas de 15 trechos de rodovias que certamente vão melhorar a economia e a vida das pessoas

| quinta-feira, 25 novembro , 2021

O governador Wellington Dias assinou na tarde desta quarta-feira, (24), operação de crédito com o Banco de Brasília para investimentos em rodovias piauienses. O valor total acordado foi de R$ 97 milhões que serão utilizados na recuperação de 15 trechos em rodovias do Estado.

O presidente do BRB, Paulo Henrique Costa, destaca que operações seguras como essa são responsáveis por impactos relevantes tanto na área de infraestrutura como também na geração de emprego. “Para nós do BRB é mais uma oportunidade de mostrar como o banco público pode fazer a diferença na vida de pessoas gerando empregos, gerando renda, desenvolvimento por meio de operações seguras com um Estado que tem capacidade de pagamento, que conduz uma transformação econômica e social”, diz.

Segundo Paulo Henrique Costa essa é a segunda operação feita com o Piauí, com impacto relevante na infraestrutura e na mobilidade do Estado. “São R$ 97 milhões que estão sendo liberados e vão viabilizar reformas de 15 trechos de rodovias que certamente vão melhorar a economia e a vida das pessoas”, declara.

O Governo do Piauí já havia celebrado outras operações de crédito com BRB. Em 2020, foi acordada operação de crédito que permitiu o investimento de R$ 83 milhões em infraestrutura rodoviária. O recurso foi empregado na conservação, restauração e construção de novas rodovias contidas no PRO Piauí.

Desenvolvimento

Para o governador Wellington Dias, as operações de crédito são uma antecipação de desenvolvimento que levam melhorias na estrutura das vias e para a população e ajudam no crescimento das condições de investimento do Estado.

“Você anda pelo Piauí, ali entre Barreiras do Piauí e a cidade de Bom Jesus, tem investimentos do BRB melhorando a infraestrutura para a população. Isso é no norte, no centro e sul do Piauí. Quando a gente fez a primeira operação que gera emprego e renda, o Estado tinha uma capacidade de investimento da ordem de 6%, 7% ao ano, em relação às receitas correntes líquidas. Os investimentos fizeram a economia crescer mesmo em um período complexo. Com o crescimento da economia, nossa capacidade de investimento esse ano vai ficar na casa dos 10% ao ano, ou seja, de um lado melhora a vida do povo, do outro melhora as próprias condições do Estado. Então, o BRB presta uma condição para que o povo melhore de vida e a gente desenvolva o Brasil”, concluiu Wellington.