contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner hemopi

Publicidade

Governador se reúne com Ministro da Educação

Na pauta, foram discutidos aumento de recursos, ampliação da oferta de ensino profissionalizante e polos da Universidade Aberta.

| sábado, 14 fevereiro , 2015

O governador Wellington Dias e o ministro da Educação, Cid Gomes, estiveram reunidos na manhã desta sexta-feira (13), em Brasília. Na pauta, Wellington Dias, juntamente com deputada federal Rejane Dias debateram sobre recursos, ampliação da oferta de ensino profissionalizante e polos da Universidade Aberta.

Wellington Dias se reúne com ministro da Educação, Cid Gomes (Foto:Eunice Pinheiro)

Wellington Dias se reúne com ministro da Educação, Cid Gomes (Foto:Eunice Pinheiro)

Segundo o governador, o encontro foi proveitoso, pois o Ministério da Educação reconheceu que o Piauí matriculou em 2014, até o mês de abril, 231.500 alunos, aproximadamente. Um relatório divulgado agora em janeiro aponta que, desse número de alunos, apenas 201 mil seriam contabilizados na distribuição dos recursos do Fundeb.

“Nós tivemos uma diferença de aproximadamente 30.500 alunos a menos daquilo que foi reconhecido no Censo”, disse Wellington. Por conta disso, o Piauí apresentou um recurso que será analisado pela equipe do MEC, a fim de evitar prejuízos ao estado. “Isso representa cerca de 90 milhões a mais ou a menos na nossa receita para o ano de 2015”, explicou o governador. Segundo ele, o ministro demonstrou compreensão e garantiu que sua equipe vai agilizar a avaliação do recurso.

Unidades
Durante audiência, o governador tratou ainda sobre um plano que chegou a ser executado durante o seu primeiro mandato. “Fizemos importantes reformas no estado e também trabalhamos escolas modelos em várias regiões, na capital e também em pequenas cidades. São unidades com o mínimo de seis salas de aula, podendo chegar a 10 e até 12, conforme a demanda do município. Acertamos com o MEC um plano para trabalharmos nas maiores cidades 35 escolas que terão ensino médio e profissionalizante. A nossa proposta é de que uma parte seja financiada pelo Ministério da Educação e a outra parte esteja contemplada no contrato que o estado está fazendo com o Banco Mundial”, destaca o governador.

O ministro Cid Gomes considerou a proposta e garantiu que o MEC vai planejar melhor a sua participação nas ações para os anos de 2015 e 2016. O grupo de trabalho já criado, que conta com membros da Seduc e MEC, irá agilizar este pleito.

Estrutura
Na reunião também foi tratada a garantia de uma modelagem na estruturação do estado que permita uma maior participação do Piauí na área do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), Educação de Jovens e Adultos, EJA profissionalizante, e também o ensino técnico semipresencial.

“O objetivo é garantir a qualidade da educação e as condições de presença do ensino nos 224 municípios piauienses inclusive com a profissionalização técnica e a profissionalização superior no modelo da Universidade Aberta do Brasil (UAB). O Piauí fez um plano para 60 polos da UAB. Hoje, estamos com 43 e pleiteamos mais 17. Com todos eles ativos, vamos ter todo o ciclo da educação nos demais municípios. Conseguiremos oferecer desde a creche, o ensino infantil, o fundamental, médio, o ensino técnico, o superior e a pós-graduação. Assim, teremos um moderníssimo sistema de educação com qualidade com o apoio do ministério”, pontua Wellington Dias.