contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner Pro sol

Publicidade

Festejos de Padre Marcos contemplam ações de saúde

Como parte da programação do aniversário de 54 anos de emancipação foi realizada abertura da Campanha “Janeiro Branco"

| segunda-feira, 15 janeiro , 2018

Na manhã deste sábado (13), como parte da programação do aniversário de 54 anos de emancipação política do município de Padre Marcos, as secretarias municipais de saúde e assistência social realizaram a abertura da Campanha “Janeiro Branco”, que contou com a acolhida e Boas-Vindas, que ocorreu as 08:30h, e logo após, as 08:40h, ocorreu a palestra “Janeiro Branco: Vamos conversar sobre saúde mental?”, que foi ministrada pela Psicóloga Dra. Thuanny Mikaella. Logo mais, as 09:00h, aconteceu a Oficina “ Saúde Mental: porque a mente também precisa de cuidados”, ministrada pela Dra. Graça Moura.

As 10:00h, a programação continuou com a palestra “ Saúde Energética e os cuidados com a mente”, ministrada pelo Dr. Esequiel Dias. Após a palestra, as 11:00h, ocorreu a Vivência “Loucos por: Aceitação, acolhida, confiança, dignidade, equilíbrio, harmonia e valorização, com a Dra. Gilka Mary.

O evento de abertura ocorreu no Centro Social Urbano de Padre Marcos, mobilizando grande parte da sociedade padremarcoense, onde foi tratado questões sobre a saúde mental e a ansiedade, e sendo encerrado as 11:30h, onde logo após contou com um coffebreak para todos os presentes no evento, como a população local e as autoridades presentes, o prefeito do município de Padre Marcos, Valdinar Silva; A primeira Dama de Padre Marcos, Edilene Silva; A secretária de assistência social, Lucicleide Dias; A secretária de administração, Thuany Mikaella; A secretária de saúde, Maria Lucia da Silva; Os vereadores, Irmão Adão (PSB), Antônio Chiquinho (PSDB) e Iranildo Carvalho (PSB).

A campanha “Janeiro Branco” foi idealizada pelo psicólogo Leonardo Abrahão, do estado de Minas Gerais, e que agora está sendo lançada em todo o país.

A psicóloga e secretária de administração, Thuany Mikaella, relatou sobre como a campanha surgiu e como a questão é importante e tem que ser debatida pela sociedade.

“Na verdade, a campanha ( Janeiro Branco) é uma campanha bem nova, bem recente, foi idealizada pelo psicólogo Leonardo Abrahão em Minas Gerais, em novembro de 2013 o Leonardo ele pensou, olhando pro teto da casa dele, um teto branco, ‘o que eu posso fazer pra o meu país, pra o meu povo melhorar?’, porque a cada dia, o que a gente ouve falar, é caso de suicido, de depressão, de ansiedade, hoje, a organização mundial de saúde, isso são dados de 2017, coloca que o Brasil é recordista em casos de pessoas com ansiedade, nós somos o país que estamos em quarto lugar em casos de suicido, e se a gente for pegar a situação do país, trazer pro nosso estado, pro nosso município, essa realidade está bem próxima da gente, porque a cada dia a gente sabe casos de pessoas que estão adoecendo emocionalmente”, disse.

Thuany Mikaella destacou também que o papel de reverter a situação das pessoas que estão com esses problemas não é só dos profissionais da saúde, mas de toda uma sociedade.

“Não são só os profissionais de saúde, os profissionais de saúde mental, que são responsáveis em salvar, tratar ou curar essas pessoas, todos nós temos essa responsabilidade social, então a gente lida com isso, com casos de adoecimento mental no dia a dia, está se tornando comum, então nosso objetivo é discutir sobre esses casos para que a gente possa fazer algo, evitando o aumento dessa demanda”, afirmou.

O Prefeito de Padre Marcos, Valdinar Silva, em sua palavra, falou sobre a importância da campanha e da dificuldade de se lidar com ela. “ O nosso Janeiro Branco, vamos conversar sobre saúde e a questão que nos aflige mais, deixando pra trás o câncer de próstata e de mama, a qual abordamos desde o mês de outubro até agora o mês de dezembro, sobre a saúde mental, e a secretaria de assistência social juntamente com a secretaria de administração fez vários convites, esses convites para essa reunião de hoje foram especificamente para algumas pessoas que estão sobre esse tratamento, mas esse problema é tão grande, que nenhuma, digamos 90% na sua totalidade de que estão nesse tratamento, não entendem ou então não querem entender o tamanho de problema, e querem se esconder do problema”, relatou.

Valdinar Silva ainda destacou que para mudar a situação, todos os profissionais da saúde do município estarão disponíveis para ajudar. “Vamos servir aqui como multiplicadores, principalmente os nossos agentes comunitários de saúde que estão presentes, mais vivenciando esse dia a dia com as famílias, tanto na zona rural como na sede do município, então daí a importância da gente está tratando esse tema como um problema social e cultural, social porque está em todos os meios da sociedade, e cultural porque está virando uma cultura a questão do medicamento antidepressivo”, frisou.

Sobre a Campanha

O Janeiro Branco foi Idealizado pelo Psicólogo Leonardo Abrahão, de Minas Gerais, onde surgiu como ideia em novembro de 2013, quando, deitado em sua cama olhando para o branco do teto quarto, projetou seus desejos e expectativas em relação ao ano seguinte, 2014.

A Campanha é dedicada a colocar os temas da Saúde Mental e Emocional em máxima evidência no mundo em nome da prevenção ao adoecimento emocional da humanidade, onde não possui fins lucrativos, sendo uma forma de convidar as pessoas a pensarem sobre suas vidas, o sentido e o propósito dela, a qualidade dos seus relacionamentos e o quanto elas conhecem sobre si mesmas e sobre suas emoções, seus pensamentos e seus comportamentos.

A ideia é a de sensibilizar as mídias, as instituições sociais, públicas e privadas, e os poderes constituídos, públicos e privados, em relação à importância de projetos estratégicos, políticas públicas, recursos financeiros, espaços sociais e iniciativas socioculturais empenhadas(os) em valorizar e em atender as demandas individuais e coletivas , direta ou indiretamente, relacionadas aos universos da Saúde Mental.

  

Fonte: Piauí em Foco