contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner Pro sol

Publicidade

Ex-governador Lucídio Portella morre aos 93 anos

Foi o último governador eleito pelo voto indireto em 1978. Em 1991 foi eleito senador, encerrando o mandato em 1999.

| sábado, 31 outubro , 2015

O ex-governador do Piauí, Lucídio Portella, morreu na tarde desta sexta-feira (30) em Teresina. Ele passou mal em casa com dores no abdômen e foi levado à clínica que leva o seu nome, no centro da capital, quando sofreu uma parada cardíaca, vindo a falecer.  O sepultamento será neste sábado (31), às 12h, no cemitério Jardim da Ressurreição. A primeira informação é que ele teria passado mal na própria clínica, onde costumava ir todo final de tarde.lucidio portela4444

A gerente da clínica, Tarciana Carvalho, informou que o ex-governador sofria de insuficiência renal crônica. Ele chegou a ser atendido pelo médico Gilberto Hidd.

Lucídio Portella nasceu em Valença do Piauí em 8 de abril de 1922. Era filho de Eustáquio Portela Nunes e Maria Ferreira de Deus. O ex-governador e senador tinha 93 anos e não apresentava nenhum problema de saúde grave. Sua filha, a deputada federal Iracema Portela (PP), almoçou com o ex-líder político no último domingo.Segundo a deputada, seu pai estava bem, mas ontem começou a reclamar de dores abdominais. Lucídio Portella fazia hemodiálise e tinha um aneurisma da aorta.

“Ele foi para a clínica com a minha irmã e ao entrar no consultório morreu. Ele não sofreu”, afirmou a parlamentar.

O ex-governador era formado em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e irmão mais velho do também ex-governador Petrônio Portella Nunes. Foi o último governador eleito pelo voto indireto em 1978. Ficou no cargo até 1983. Em 1991 foi eleito senador, encerrando o mandato em 1999.

Lucídio Portella foi homenageado em obras na capital como o terminal rodoviário e uma escola da rede estadual de ensino. Foi casado com a ex-deputada federal constituinte Myriam Nogueira e é pai da deputada federal Iracema Portella e de Lucídio Portella Filho, Kátia Portella Nunes, Márcio Portella Nunes e Cassandra Portella Nunes.

O senador Ciro Nogueira desembarca em Teresina às 1h da madrugada para acompanhar o velório e enterro do senador Lucídio Portela, seu sogro. Ciro estava no Rio de Janeiro, acompanhando o prefeito de Teresina Firmino Filho em uma visita a equipamentos esportivos a convite do prefeito Eduardo Paes.

Em nota, o senador Ciro afirma: “O Piauí perdeu o político mais sério de sua história. Um dos homens mais íntegros que já conheci”.

Fonte: Cidade Verde