contato@webpiaui.com.br

Publicidade

banner Rout

Esquistossomose deixa autoridades em alerta

A saúde traçou estratégias e vai desenvolver ações para a eliminação da esquistossomose em Picos, doença bastante presente no município

| quinta-feira, 7 agosto , 2014

A Secretaria Municipal da Saúde esta intensificando a prevenção e o combate a esquistossomose. Na tarde desta segunda – feira (04) Ana Eulálio esteve reunida com os agentes comunitários de saúde, agentes de endemias e técnicos da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) para traçar estratégias e desenvolver ações para a eliminação da esquistossomose no município de Picos, doença que atinge milhões de pessoas no mundo.

Ações contra a esquistossomose-Foto: Ascom SMS ‏

Ações contra a esquistossomose-Foto: Ascom SMS ‏

O objetivo é intensificar a detecção de caso por meio de visitas domiciliares, realização de exames e erradicar a transmissão local de esquistossomose. Durante o encontro na sede da secretaria, foram pontuadas as áreas mais assoladas pelo índice de indivíduos com esquistossomose, doença conhecida popularmente como “barriga d’água”. De acordo com a Secretária Municipal de Saúde, Drª Ana Eulálio, Picos historicamente é um município que tem um problema de esquistossomose.

“No ano passado o município de Picos foi convocado juntamente com outros municípios do estado para serem beneficiados com um recurso adicional do Ministério da Saúde, para um desenvolvimento de um trabalho pontual, com prazo, data para começar e data para ser concluído e com um proposito bastante claro que é a questão da eliminação do foco residual de esquistossomose no município”, ressaltou.

O trabalho será desenvolvido em cinco bairros da cidade: Bairro paroquial, Malvinas, Canto da Várzea, Paraíbinha, Passagem das Pedras e também o povoado Torrões, que segundo levantamento feito foi os que apresentaram locais com foco da doença.

Serão desenvolvidas ações na área da educação e da informação, mas sem perder de vista outras ações que dizem respeito ao controle e ao tratamento da população positiva ou da área que é considerada de interesse e de importância epidemiologia para a esquistossomose. Os agentes comunitários de saúde, juntamente com os agentes de endemias e técnicos da FUNASA são responsáveis em visitar os locais de maior incidência da doença, distribuir coletores, bem como fornecer os medicamentos para as unidades de saúde.

A DOENÇA – A esquistossomose é uma doença causada pelo parasita Schistosoma mansoni. As pessoas que entram em contato com a água contaminada podem adquirir a doença, que em muitos casos é assintomática no princípio. Os sintomas em geral, são coceira intensa e vermelhidão. Depois podem aparecer febre, diarreia, perda de peso e dores musculares. . Na fase mais grave, as pessoas apresentam aumento do baço e do fígado.