contato@webpiaui.com.br

Publicidade

banner Rout

Publicidade

Escolas terão botão do pânico para situações de risco

Por meio de aplicativo gestores poderão acessar o app SOS Escola que será interligado com o pelotão escolar e a Polícia Militar

| segunda-feira, 30 julho , 2018

Resultado de imagem para ESCOLA DE PICOSEscolas da rede pública estadual das duas maiores cidades do Piauí serão equipadas com uma espécie de botão do pânico. Por meio de aplicativo integrado ao Mobieduca.me [ferramenta tecnológica que controla a frequência dos alunos] gestores das escolas poderão acessar o app SOS Escola que será interligado com o pelotão escolar e o comando da Polícia Militar.

“Nossa intenção é diminuir os índices de violência nas escolas e o SOS Escola vai facilitar a integração entre o sistema de segurança pública e a escola. A ferramenta vai funcionar como um botão do pânico que poderá ser acionado pelo diretor em situações de roubo, briga entre alunos ou qualquer outro tipo de ocorrência policial”, explica Helder Jacobina, secretário estadual de Educação.

Ana Rejane, diretora da unidade de gestão e inspeção escolar da Seduc-PI, conta que o projeto piloto será implementado em 23 escolas da zona Sul da Capital e nove de Parnaíba, no litoral do Piauí.

“Foi feito um levantamento das escolas com maiores índices de criminalidade como furtos, roubos e drogas. Os gestores das escolas que fazem parte do projeto piloto receberão um tablet que tem esse app. Quando houver uma situação de perigo, o gestor aciona o app e é emitido um alarme ao pelotão escolar e ao comando da PM. Dessa forma é possível identificar a escola, o que está acontecendo e controlar a situação”, explica Ana Rejane.

Ao Cidadeverde.com, ela contou ainda que a intenção é integrar o sistema também ao Samu e ao Corpo de Bombeiros e disponibilizar o acesso ao SOS Escola para toda a comunidade.

“Essa ferramenta é muito importante porque também podemos ter um retrato da realidade. Algumas ocorrências nas escolas não são registradas. Agora vamos ter um controle das áreas mais violentas para que possamos pensar políticas públicas de combate a criminalidade nesses locais mais vulneráveis”, complementa.

Das 670 escolas da rede pública estadual, 338 usam a ferramenta Mobieduca.me e futuramente devem contar com o SOS Escola.

A expectativa é que o app comece a funcionar na próxima semana em Teresina. No litoral do Estado, o lançamento oficial acontece na Unidade Escolar Edson Da Paz Cunha, em 11 de agosto, Dia do Estudante. A escola foi escolhida devido os altos índices de roubos no ambiente escolar, totalizando 20, somente este ano.

Por Graciane Sousa
Cidadeverde.com