contato@webpiaui.com.br

Publicidade

banner Rout

Eleições 2014: TRE indefere mais quatro candidaturas

Estão na lista de indeferidos os candidatos Iratan Bezerra de Oliveira (PSL), Pedro Muniz de Sousa (PV), Antônio Carlos Soares (PSC) e José Geraldo.

| segunda-feira, 28 julho , 2014

Foto: Marcela Pachêco/ODIA

Foto: Marcela Pachêco/ODIA

O Tribunal Regional Eleitoral do Piauí iniciou as sessões desta semana com o julgamento de 36 pedidos de registro de candidatura. Hoje, a Corte do Tribunal deferiu 32 registros e quatro candidatos a deputado estadual foram indeferidos. Segundo informações do TRE, os candidatos apresentaram pendências na documentação exigida pela Justiça Eleitoral.

Estão na lista de indeferidos os candidatos Iratan Bezerra de Oliveira (PSL), Pedro Muniz de Sousa (PV), Antônio Carlos Soares (PSC) e José Geraldo. Na semana passada, o TRE-PI indeferiu o pedido de candidatura do candidato a deputado federal Raifran de Araújo Passos e Silva, que não comprovou descompatibilização do serviço público.

O governador Zé Filho (PMDB), que concorre à reeleição, e o vice Sílvio Mendes (PSDB) tiveram os pedidos de candidatura homologados pelo Tribunal. Sílvio chegou a ter o nome incluído na lista do Ministério Público Eleitoral que pedia a impugnação de registro devido irregularidades. O tucano deixou de apresentar documento que comprovava a descompatibilização do serviço público, mas conseguiu, no prazo de 72 horas, regularizar a documentação.

O Tribunal realiza sessões extras para conseguir julgar até o dia 5 de agosto todos os pedidos de registro de candidatura da eleição deste ano. De acordo com informações do TRE, foram julgados até o momento 146 processos de registros que correspondem a 37,53% do total de 389 registros.

O presidente do Tribunal, desembargador Edvaldo Moura, garante que apesar da grande quantidade de processos que ainda faltam ser analisados, os julgamentos dos processos de pedido de impugnação de candidaturas referentes a eleições anteriores serão mantidos. Edvaldo Moura afirma que o Tribunal ainda julga processos referentes às eleições municipais de 2008.

“Apesar do esforço que fazemos para limpar a pauta sempre sobra algum processo de eleições anteriores que ainda espera ser julgado. O Tribunal trabalha para que os julgamentos dos registros dessas candidaturas não prejudique o julgamento de pedidos de impugnação de mandatos eletivos”, declarou.

Repórter: Lídia Brito – Jornal O DIA