contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner hemopi

Publicidade

Centro operacional da Chesf no Piauí será fechado

O anúncio foi confirmado pela direção nacional da empresa que enviou um diretor a Teresina para comunicar a mudança

| sexta-feira, 16 fevereiro , 2018

Resultado de imagem para Chesf no PiauíO Piauí vai perder o Centro Regional de Operação da Chesf (Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), que passará a funcionar em Fortaleza, no Ceará. O anúncio foi confirmado pela direção nacional da empresa que enviou um diretor a Teresina para comunicar a mudança ao Sindicato dos Urbanitários.

A entidade rejeitou a proposta e já acionou o Ministério Público Federal para barrar a extinção do centro no Estado. Nesta sexta-feira (16), o Sindicato realiza um seminário com os funcionários da Chesf para discutir os prejuízos com a ida do serviço para o Ceará. Cerca de 25 funcionários serão remanejados para outro setor. O novo serviço passará a funcionar a partir de março deste ano.

“Avaliamos que é uma grande perda para o Piauí. Essa medida faz parte do processo de desmonte da empresa para a privatização. O Piauí é um produtor de energia e é importante permanecer com um centro no Estado”, disse o presidente do Sindicato dos Urbanitários, Paulo Sampaio.

A direção da Chesf alegou a mudança aos seguintes fatores: o avanço tecnológico que a Chesf fez em seu sistema; a situação financeira da empresa; a necessidade de completar o quadro de operadores de instalação nas subestações de Teresina 1, 2 e 3; como também seguir uma tendência do mercado em redução de centros de operação do sistema.

“Entendemos de forma clara a importância do Centro operacional para Piauí, que já vem desenvolvendo seu trabalho há 42 anos e nos últimos anos tem sido destaque na recomposição do sistema, como também tem se destacado na aplicação das normas da empresa e de qualidade ISO 9001”, disse Paulo Sampaio.

Ele ressaltou ainda que o Piauí vem se destacando a nível nacional como um dos grandes Estados produtores de energia elétrica e solar.

“O fim do Centro Operacional no Piauí irá fragilizar e colocar em risco o sistema elétrico nacional, porque aqui somos uma interligação Norte/Nordeste de extrema importância”, explicou Sampaio.

O sindicalista disse que no final do seminário, os funcionários e a entidade irão produzir uma carta aberta que será entregue ao governador Wellington Dias (PT), a bancada federal do Piauí, além de toda sociedade.

Por Yala Sena
Cidadeverde.com