contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner hemopi

Publicidade

Centro de Atenção Psicossocial realiza bazar

O objetivo foi proporcionar a ressocialização do grupo e reverter os valores arrecadados em fundos para benfeitoria do espaço

| segunda-feira, 26 outubro , 2015

Na manhã desta sábado (24), o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS II) realizou o I Bazar com produtos feitos ou arrecadados pelos pacientes e funcionários. O objetivo do evento é proporcionar a ressocialização do grupo e reverter os valores arrecadados em fundos para benfeitoria do espaço e para a compra de materiais para as oficinas terapêuticas. A ação foi executada em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde, através da Rede de Atenção Psicossocial – RAPS e contou com a colaboração de algumas coordenações e da comunidade em geral.

?????????????

Fotos: Marcos Valério

“Hoje é o primeiro bazar do Caps II de Picos em comemoração ao dia mundial da saúde mental, então a equipe do antigo Hospital Dia que agora com essa nova reorganização do Ministério da Saúde passa a ser transformado em Caps II, o bazar tem como objetivo sensibilizar a população quanto a saúde mental no município de Picos, aproximar o serviço com a comunidade e começar a dar os primeiros passos de reorganização da rede de atenção psicossocial no município”, disse a coordenadora da RAPS, Santyla Brandão.

I Bazar do Caps II

O bazar aconteceu na Praça Josino Ferreira e contou com a participação do secretário municipal de saúde, José Venâncio. Foram vendidos artesanato, acessórios, sapatos e roupas. Dezenas pessoas entre, pacientes, familiares e a comunidade passaram pelo bazar. Além de adquirir produtos, os visitantes puderam aferir a pressão e realizar teste de glicemia. Os profissionais de saúde realizaram ainda uma blitz educativa com distribuição de panfletos com orientações sobre os serviços prestados pela Rede de Atenção Psicossocial – RAPS.

Foto: Marcos Valerio

De acordo com a coordenadora Rede de Atenção Psicossocial – RAPS, Santyla Brandão, a venda dos produtos será revertida para a realização de eventos com os pacientes e familiares do CAPS. “A arrecadação desses que são vendidos através de doações vão ser revertidas para as oficinas de geração de renda, que são as oficinas oferecidas dentro do serviço, onde os usuários são estimulados através de suas potencialidades, através da produtividade e a questão da reinserção social”, finalizou.

Blitz educativa

Foto: Marcos Valerio