contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner Pro sol

Publicidade

Biolarvicida do bagaço da cana mata Aedes Aegypti

O biolarvicida da cana-de-açúcar foi criada por estudiosos da Escola de Engenharia de Lorena, da Universidade de São Paulo

| quarta-feira, 15 junho , 2016

Com o surto de Zika vírus e outras doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, pesquisadores de todo o Brasil buscam formas sustentáveis de eliminar o mosquito. Entre essas pesquisas, a mais recente é o desenvolvimento de um biolarvicida a partir do bagaço da cana-de-açúcar, criada por estudiosos da Escola de Engenharia de Lorena, da Universidade de São Paulo (USP).Aedes_aegypti7855

A substância é capaz de matar as larvas do mosquito por dificultar sua respiração e destruir o exoesqueleto que as revestem – o produto é capaz de matar as larvas em até 24 horas e destruí-la após dois dias.

Essa substância é um surfactante, um tipo de composto já usado em detergentes, mas que normalmente é derivado do petróleo, o que traz problemas ao meio ambiente. Ao usar uma substância derivada da cana-de-açúcar, é possível ter um produto vindo de uma fonte renovável e com toxidade até mesmo nula.

Depois de testes, os pesquisadores da USP verificaram a dosagem ideal para ser aplicada em criadouros do Aedes aegypti. O próximo passo é o desenvolvimento do produto em pó e testar a melhor forma de aplica-lo e em qual periodicidade ele deve ser reaplicado.

Fonte: Minha Vida