contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner Estado – museu

Publicidade

Bancários vão atrasar expediente em 2h no dia 15

O Sindicato dos Bancários do Piauí vai promover o Dia Nacional de Luta na tentativa de antecipar a negociação com os bancos.

| quinta-feira, 11 setembro , 2014

Os bancários vão atrasar o expediente bancário em duas horas na próxima segunda-feira (15). O Sindicato dos Bancários do Piauí vai promover o Dia Nacional de Luta na tentativa de antecipar a negociação com os bancos. A mobilização em Teresina, acontece em frente a agência do Banco do Brasil na rua Álvaro Mendes, Centro da capital.banco_1022

Vai haver o retardamento da jornada de trabalho – de 10h às 12h – em todas as agências bancárias do Piauí. “Esse Dia Nacional de Luta será o aquecimento para a greve dos bancários que se aproxima”, esclarece Arimatea Passos, afirmando ainda que o movimento será nacional.

Na pauta financeira dos bancários está o reajuste salarial de 12,5% relativo as perdas ocasionadas pela inflação no último ano. Além do reajuste no salário, os bancários pretendem pedir a contratação de mais funcionários e investimentos dos bancos em segurança. “Hoje recebemos muitas reclamações de atendimento ruim por falta de pessoal. Queremos também mais investimentos em segurança porque as ocorrências contra agências bancárias aumentou. Com os recursos tecnológicos de hoje, tem como melhorar a segurança das agências e contratar também mais pessoal especializado”, explica o vice-presidente do Sindicato dos Bancários, João Sales Neto.

Outra pauta é a paridade entre os funcionários, pois os que ingressaram no cargo nos últimos anos recebem menos do que os que tem mais tempo de carreira. “Queremos melhores condições de trabalho para os bancários, como trabalhar sem toda essa cobrança por metas e assédio moral. É preciso mais investimentos dos bancos na qualidade de vida dos funcionários”, afirma o vice-presidente.

João Salaes diz que nesta quinta-feira (11) será realizada uma nova reunião para definir se a paralisação será de apenas duas horas ou se os bancários param por mais tempo.

Fonte: Sana Moraes  / cidadeverde.com