contato@webpiaui.com.br

Publicidade

banner Rout

Publicidade

Previsões apontam que o Piauí terá poucas chuvas até fevereiro

Somente a partir de fevereiro as chuvas devem ocorrer com mais frequência e de forma mais demorada no estado do Piauí

Redação | quinta-feira, 7 dezembro , 2023

Cientistas da União Europeia apontam que o ano de 2023 já é o mais quente da história, com 1,46°C acima da média. No Piauí, as chuvas só devem ocorrer de forma mais regular a partir de fevereiro de 2024.

O climatologista Werton Costa afirmou que as mudanças climáticas estão cada vez mais evidentes e que neste ano os brasileiros sentiram ainda mais os efeitos. Novembro, até o momento, é o mês mais quente do ano, incluindo dois dias que registraram 2°C acima do período pré-industrial.

“Há três anos o Inmet fez uma atualização de todas as médias variáveis de tempo, e não foi surpresa para a comunidade científica, de que elas estavam todas alteradas. Foi publicado um relatório de que as mudanças climáticas estavam comprovadas no território brasileiro, que está mais quente, que as chuvas mais torrenciais ou escassas, hoje há uma crescente de temperatura. Nos últimos 10 anos, foi absurdo, nós não sentimos tanto aqui pelas características do nosso país, mas os europeus, norte-americanos e canadenses tiveram ondas de calor impressionantes, então é claro que precisamos mudar algumas atitudes e fazer alguns arranjos, para minimizar os efeitos”, afirmou.

O climatologista afirmou que já era para estar ocorrendo mais chuvas, mas devido ao fenômeno conhecido como El ñino, elas ainda estão sendo rápidas. Somente em fevereiro as chuvas devem ocorrer com mais frequência e de forma mais demorada.

“Eu tenho saudade das chuvas que não eram rápidas, típicas de dezembro, que eram demoradas e sem grandes transtornos. O que estamos vendo são chuvas pontuais, com raios, com vento, mas pontuais. Essas chuvas eram para ter ficado lá para trás, então temos uma condição irregular, vai continuar chovendo, porém quando somar o pluviômetro, vai ser menor. Existe uma grande discussão sobre o El ñino está tratando as chuvas, mas depois de fevereiro devemos ter uma situação mais regular de chuvas”, explicou.

Fonte: Cidade Verde