contato@webpiaui.com.br

Publicidade

banner Rout

Publicidade

Saúde de Picos prorroga vacina contra pólio e sarampo

Devem ser imunizadas crianças de um ano e menores de cinco anos, mesmo as que estejam com a vacinação em dia

| sábado, 1 setembro , 2018

A coordenação de Imunização de Picos decidiu prorrogar o período de vacinação contra sarampo e poliomielite. A campanha segue até a próxima quinta-feira (06/09) em dez unidades de saúde do município.

Devem ser imunizadas contas as duas doenças crianças de um ano e menores de cinco anos, mesmo as que estejam com a vacinação em dia.

Crianças que não tenham se vacinado contra o sarampo nos últimos 30 dias devem receber uma dose da tríplice viral, que também protege contra doenças como caxumba e rubéola. Já em relação à poliomielite, crianças que foram imunizadas uma ou mais vezes ou que não tenham tomado nenhuma dose da vacina devem ser imunizadas.

Preocupação

Doenças já erradicadas no Brasil voltaram a ser motivo de preocupação entre autoridades sanitárias e profissionais de saúde. Baixas coberturas vacinais, de acordo com o próprio ministério, acendem “uma luz vermelha” no país.

Até o momento, o governo federal contabiliza 822 casos confirmados de sarampo – sendo 519 no Amazonas e 272 em Roraima. Ambos os estados têm mais 3 831 pacientes em investigação. Infecções isoladas pelo vírus da doença foram confirmados em São Paulo (1), Rio de Janeiro (14), Rio Grande do Sul (13), Rondônia (1) e Pará (2).

Em junho, países do Mercosul fizeram um acordo para evitar a reintrodução de doenças já eliminadas na região das Américas, incluindo o sarampo, a poliomielite e a rubéola. Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai e Chile se comprometeram a reforçar ações de saúde nas fronteiras e a fornecer assistência aos imigrantes numa tentativa de manter baixa a transmissão de casos. Dados do governo federal mostram que 312 municípios brasileiros estão com cobertura vacinal contra pólio abaixo de 50%.