contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner Pro sol

Publicidade

Picos já registrou 18 casos de violência sexual contra crianças

Para prevenir este tipo de crime, a Secretaria de Assistência Social está realizando várias ações envolvendo a comunidade

| quinta-feira, 17 maio , 2018

O município de Picos registrou até a primeira quinzena de maio 18 casos envolvendo violência sexual contra crianças e adolescentes. As denúncias estão sendo investigadas pela Polícia Civil e acompanhadas pelo Conselho Tutelar. Durante todo o ano de 2017 foram contabilizados 19 casos pelo Conselho Tutelar de Picos.

As vítimas são crianças e adolescente e os suspeitos são pessoas próximas, em muitos casos os agressores são parentes.

Para prevenir este tipo de crime, a Secretaria de Assistência Social está realizando várias ações envolvendo a comunidade. Na última terça-feira (15), no Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), do Bairro Morada do Sol a primeira ação com uma caminhada, panfletagem e uma palestra em prol ao dia 18 de maio, marcado como Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

A campanha tem como objetivo mobilizar a sociedade brasileira e convocá-la para o engajamento contra a violação dos direitos sexuais de crianças e adolescente.

“As palestras são importantes na intenção de prevenir a violência contra crianças e adolescentes. São muitos os casos que acontecem bastante e pouco debatidos, então é melhor informar a comunidade sobre prevenção e em encorajar as denuncias é essencial”, explica a psicóloga, Suselayne Marques.

O 18 de maio traduz um acontecimento de 1973, um caso de uma criança de apenas 08 anos que foi brutalmente sequestrada, violentada e cruelmente assassinada. Desde então, esse se tornou o dia para que a população brasileira se una e se manifeste contra esse tipo de violência.

A assistente social, Eliene Martins, explica “Iniciamos o nosso trabalho com palestras socioeducativas envolvendo os jovens que fazem parte dos serviços que são ofertados aqui no CRAS de forma lúdica, respeitando a faixa etária, dividindo-as em grupos por idade e trabalhamos a temática sobre a importância de como prevenir as ocorrências e também buscamos sensibilizar as famílias a levar proteção a nossas crianças”, disse.

A SEMTAS irá continuar com a programação durante toda a semana visando à prevenção e o combate a esse tipo de crime na cidade.