Wellington amplia restrições por dois fins de semana

O governador pretende ainda adotar a política de aplicação de multa para quem não utiliza máscaras em espaços públicos

/ sexta-feira, 26 junho , 2020

O governador Wellington Dias anunciou, nesta quinta-feira (25), a adoção de medidas mais rígidas nos próximos dias a fim de conter o avanço do novo coronavírus no estado. Ficou decidido que o funcionamento de serviços essenciais será mais restrito nesta sexta (26), sábado (27) e domingo (28), e, também, de quinta (2) a domingo (5) da próxima semana.

Confira os decretos (Decreto nº 19.051 e decreto nº 19.054)

De acordo com o chefe do executivo estadual, as novas medidas irão possibilitar seguir com o cronograma de reabertura das atividades econômicas, a partir do dia 6 de julho. “As medidas foram estabelecidas em entendimento com o prefeito Firmino Filho e o presidente da APPM, Jonas Moura. Para que possamos flexibilizar a outros setores, a partir de 6 de julho, será preciso algumas medidas rígidas para as próximas duas semanas com o intuito de buscar frear a disseminação do coronavírus. Precisamos também colocar as oito regiões de Saúde do estado numa situação semelhante, com baixa na transmissibilidade e condições de atendimento adequadas. Isso vai nos permitir dar prosseguimento à retomada com a estabilização da ocupação de leitos de UTI que precisa ser mantida”, atentou o governador.

Nesta sexta-feira (26) e nas próximas quinta-feira e sexta-feira, 2 e 3 de julho, será decretado ponto facultativo nos órgãos públicos estaduais e foi feita a mesma recomendação para os municípios, além de maior restrição às atividades essenciais no final de semana. O governo irá disponibilizar 3.200 pessoas para fiscalizar o cumprimento do isolamento.

Wellington Dias acrescenta que as medidas restritivas dão resultado para alcançar o patamar de isolamento de 55%, por isso não será necessário decretar um lockdown (fechamento total). “Para o fechamento total, teríamos que optar por uma intervenção com as forças armadas e acho que a democracia não condiz com isso. Não é fácil chegar a esse nível de isolamento (de 55%), mas é possível. Vamos adotar as medidas restritivas e uma operação de vigilância sanitária, junto com as áreas de segurança, para que tenhamos as condições de ampliar o isolamento e reduzir a taxa de transmissibilidade em todo o estado”, disse.

O governador pretende ainda adotar a política de aplicação de multa para quem não utiliza máscaras em espaços públicos. “As equipes que vão a campo verificaram que muitas pessoas não estão usando máscara, mas esse equipamento de proteção individual protege tanto quem usa quanto as outras pessoas. Portanto, teremos que chegar a esse ponto de aplicar advertência seguida de multa para aqueles que desobedecerem ao decreto”, pontuou Dias.

Está prevista para o dia 6 de julho, a primeira etapa de retomada de atividades. A cada 15 dias, fica autorizada novas etapas, após análise do nível de risco. “Já estamos com mais de 90 dias (em quarentena) e sei da dificuldade e do esforço de todos. Entramos juntos e vamos prosseguir juntos, com a participação e compreensão de todos. Peço que todos possamos colaborar e sair de casa só em situação de extrema necessidade. Cada um cuidando do outro. Já estamos bem próximos para a plena implantação do Pro Piauí”, finalizou o governador.

Repórter: Marília Andrade e Lorenna Costa

banner megalink Banner Posto Dois Amores banner shopping

Vídeo Veja mais

Confira o sorteio do Prêmio Facim de Picos – 08/03

banner serão motos peças banner datapicos Comercial Ivan

© 2013 Webpiaui - Todos os direitos reservados.

Somente os artigos não assinados são de responsabilidade deste portal. Os demais, não representam necessariamente a opinião desta editoria e são de inteira responsabilidade de seus autores.

Aroldo Santos - Soluções web