Membros de facção que matou mais de 30 são presos no PI

A operação acontece no Piauí, Distrito Federal, Goiás e Maranhão. No DF um advogado foi preso entre os suspeitos

/ terça-feira, 13 agosto , 2019

Uma operação da Polícia Civil realizada em quatro Estados resultou na prisão de dois irmãos no Piauí. Ao todo, foram expedidos 49 mandados de prisão durante a investigação de uma facção criminosa chamada de “Comando do Cão”, responsável por homicídios em série no Distrito Federal.

A operação acontece nos Estados do Piauí, Distrito Federal, Goiás e Maranhão. No DF um advogado foi preso entre os suspeitos.

O delegado Willame Moraes, coordenador da Divisão de Captura, explica que a facção cometeu mais de 30 homicídios no DF e que era comum os líderes do grupo fugirem para outros Estados para evitar a investigação.

Os irmãos presos no Piauí não tiveram a identidade revelada. “A mulher era responsável pela lavagem de dinheiro e movimentação financeira. O dinheiro do tráfico de drogas e dos homicídios caíam na conta dela. O irmão responde por homicídio”, explica o delegado Willame Moraes.

Na operação, além dos mandados de prisão, foram apreendidos drogas, armas e veículos. Os suspeitos também tiveram suas contas bancárias bloqueadas.

“A facção era local, do Distrito Federal, e não era vinculada a nenhuma outra, nem ao PCC [Primeiro Comando da Capital], nem ao Comando Vermelho. Havia uma necessidade de repressão pela quantidade de homicídios. Eles também responderão por organização criminosa e lavagem de dinheiro”, completa Willame.

Jordana Cury
jordanacury@cidadeverde.com

banner shopping Banner Posto Dois Amores

Vídeo Veja mais

Confira o sorteio deste domingo (18) do Prêmio Facim de Picos

Os sorteios do Facim acontecem todos os domingos ao meio-dia com transmissão ao vivo pela televisão e rádios de Picos

© 2013 Webpiaui - Todos os direitos reservados.

Somente os artigos não assinados são de responsabilidade deste portal. Os demais, não representam necessariamente a opinião desta editoria e são de inteira responsabilidade de seus autores.

Aroldo Santos - Soluções web