Empresa aérea suspende voos para Picos

Empresas que faziam voos para os aeroportos dos municípios de Parnaíba e São Raimundo Nonato suspenderam as atividades

/ domingo, 3 dezembro , 2017

Empresas que faziam voos para os aeroportos dos municípios de Parnaíba e São Raimundo Nonato suspenderam as atividades. A situação prejudica piauienses que costumavam fazer os trajetos e turistas que viajavam para visitar as cidades localizadas, respectivamente, no Litoral e no Sul do Piauí.

O empresário Gutemberg Andrade utilizava os voos com destino a Parnaíba para visitar a esposa e a filha, que moram na cidade, enquanto ele mora em Teresina. “Era uma hora de voo e em uma hora você estava na praia. Agora só saudade”, lamentou.

A empresa que operava os voos desde junho de 2015, TWFly Piquiatuba, também fazia trajetos até as cidades de Picos e São Raimundo Nonato, onde está localizado o Parque Nacional da Serra da Capivara, patrimônio mundial da Unesco e destino de turistas de várias partes do Brasil e de outros países.

A presidente da Fundação Museu do Homem Americano, a arqueóloga Niède Guidon, lastima a situação. “É um patrimônio mundial. Tinha que ter linhas internacionais grandes para cá. O Brasil está perdendo uma grande oportunidade de ganhar dinheiro com esses turistas”, declarou.

O aeroporto de São Raimundo Nonato, que levou 12 anos para ser construído, está parado por conta da suspensão dos voos da única empresa que fazia voos regulares. Em Parnaíba, a companhia aérea Azul continua operando.

Em nota, o governo do estado afirmou que está em contato com outra empresa para retornar os voos, que fazem parte do projeto Voa Piauí.

Fonte: G1/Piauí

Dr. kim

Vídeo Veja mais

O Sentido da Vida – por Emerson Lima

O Coronel Emerson deixa uma bela mensagem através do canal "Aprendendo a viver". Vale apena conferir!

© 2013 Webpiaui - Todos os direitos reservados.

Somente os artigos não assinados são de responsabilidade deste portal. Os demais, não representam necessariamente a opinião desta editoria e são de inteira responsabilidade de seus autores.

Aroldo Santos - Soluções web