Drogas chegam a Picos em ônibus clandestinos

Os ônibus fogem das estradas fiscalizadas pela Polícia Rodoviária Federal ou pelo Batalhão de Trânsito

/ sexta-feira, 15 novembro , 2013

O delegado regional de Oeiras, Leandro Ferraz, confirmou nesta sexta-feira (15/11) que a investigação realizada durante a Operação Inhaúma aponta que a droga que chega ao município de Picos é transportada nos ônibus clandestinos, que fogem das estradas fiscalizadas pela Polícia Rodoviária Federal ou pelo Batalhão de Trânsito.

Delegado regional de Oeiras, Leandro Ferraz - Foto: Cidade Verde

Delegado regional de Oeiras, Leandro Ferraz – Foto: Cidade Verde

A quadrilha foi desbaratada na operação, deflagrada quinta-feira (14/11). Ao todo, 17 pessoas foram presas e foram dados cumprimento a 20 mandados de busca e apreensão. Entre os presos estão duas mulheres.

Segundo o delegado, esses ônibus trafegam por estradas vicinais. “Picos tem a conexão de fornecimento. Não sabemos se a droga entrava por lá, mas sabemos que vinha de outros estados e até de outros países. Investigamos a possibilidade de tráfico internacional. Contribui para a chegada dessa droga os ônibus clandestinos que vem de outros estados. Eles não passam pelas vias normais”, explica o delegado.

Os dois presos apontados como líderes da quadrilha, o italiano Fabrizio Saldi e Lucas, moram em Inhuma. Na hierarquia do bando, eles eram os distribuidores da droga e usavam uma pizzaria e uma oficina mecânica de motos para lavar o dinheiro do tráfico.

A polícia continua investigando para descobrir de onde a droga era trazida. (Cidade Verde)

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Banner Posto Dois Amores banner megalink

Vídeo Veja mais

Robson Rocha faz segunda live, confira como foi

O grande show ao vivo aconteceu no domingo (19/07) e foi transmitido través do canal oficial do artista no YouTube

Comercial Ivan banner datapicos Banner Jerry banner serão motos peças

© 2013 Webpiaui - Todos os direitos reservados.

Somente os artigos não assinados são de responsabilidade deste portal. Os demais, não representam necessariamente a opinião desta editoria e são de inteira responsabilidade de seus autores.

Aroldo Santos - Soluções web