Fortes chuvas trazem preocupação com a dengue

Uma das principais medidas de prevenção e combate a proliferação do mosquito é evitar o acúmulo de água parada

/ quinta-feira, 6 dezembro , 2018

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) através do Centro de Controle de Zoonoses chama a atenção dos moradores de Picos para que tomem cuidado com os focos do mosquito transmissor da dengue. A SMS enfatiza os cuidados que devem ser tomados em relação ao Aedes Aegypti nesse período chuvoso e águas contaminadas.

Ação de controle ao Aedes aegypti

“A nossa principal preocupação com esse período é com a possibilidade da disseminação do Aedes Aegypti, vetor transmissor da dengue e Chikungunya, pois no período chuvoso aumenta consideravelmente os depósitos que acumulam água e os transformam em potenciais criadouros para proliferação do mosquito”, disse o Coordenador do Centro de Controle de Zoonoses Agenor Martins.

Uma das principais medidas de prevenção e combate a proliferação do mosquito é evitar o acúmulo de água parada. Para isso é importante colocar areia nos vasos das plantas e impossibilitar, de qualquer forma, o acumulo de água em garrafas e pneus, atentando para todos os objetos que podem acumular o líquido parado.

“Como a população é nossa principal parceira no combate ao Aedes Aegypti, solicitamos a todos os moradores do nosso município que as atenções e os cuidados com água acumulada nesse período sejam redobrados”, disse Agenor Martins.

Ação de controle ao Aedes aegypti

É importante lembrar que o Centro de Controle de Zoonoses só atua quando há a identificação do foco do mosquito em algum local, ou seja, a total responsabilidade de prevenção ao foco do mosquito são dos próprios moradores da cidade.

Água Contaminada:

Alagamentos causados pelas chuvas podem transmitir doenças como micose, hepatite e leptospirose, e por isso, deve-se evitar entrar em contato com a água, especialmente em alagamentos.

“A chuva geralmente trás alegria, a chuva é benção de Deus, mas a água das chuvas, principalmente as primeiras, elas podem carregar vários agentes causadores de doenças, e as pessoas que entram em contato com essas águas, poderão contrair determinados agravos” disse o Coordenador do Centro de Controle de Zoonoses Agenor Martins.

No entanto, se for muito necessário entrar em contato com esse tipo de água, para limpar a casa ou recuperar objetos, é necessário calçar botas de plástico impermeáveis ou, em alternativa, cobrir mãos e pés com sacos plásticos, e prendê-las no punho e no calcanhar com um durex forte.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Dr. kim

Vídeo Veja mais

Eva Graça tem poemas publicados em coletânea

A professora da rede estadual de ensino, Eva Graça, fala como surgiu o hábito de escrever e sobre suas publicações

© 2013 Webpiaui - Todos os direitos reservados.

Somente os artigos não assinados são de responsabilidade deste portal. Os demais, não representam necessariamente a opinião desta editoria e são de inteira responsabilidade de seus autores.

Aroldo Santos - Soluções web